Rádio-Iberoáfrica-Logo-Oficial-500x500px

Rádio

Dia de África 2024 Rádio Iberoáfrica
África, Afrodescendência, Angola, Comunicação, Cultura, Desenvolvimento sustentável, Diplomacia, Economia, Educação, Emprego, Gastronomia, Ibero-África, Iberofonia, Juventude, Música, Paz, Rádio, Sociedade, Turismo

Rádio Iberoáfrica Celebra o Dia de África com realização de eventos culturais

No dia 25 de Maio de 1963, os Líderes dos Estados Africanos descolonizados, reunidos em Addis Abeba – Etiópia, criaram a Organização de Unidade Africana (OUA); esta por sua vez, teve como objectivo principal a unidade africana em prol da descolonização do resto do continente, bem como na resolução de conflitos regionais subsequentes. Foi no dia 25 de Maio de 1972 que a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu a data como o Dia de África, inicialmente nomeado Dia da Libertação de África. Em 2002 os Líderes Africanos membros da OUA substituem o nome por União Africana (UA). E para assinalar esta data tão importante para África e para o mundo, a Rádio Iberoáfrica realiza uma série de eventos culturais para os africanos e todos os afrodescendentes no mundo inteiro. Para assinalar a efeméride, a Rádio Iberoáfrica realiza diferentes eventos culturais em distintos pontos da cidade de Luanda, como o Iº Festival África Sabores, Cores e Cultura, o tão aclamado programa de televisão Iberófono e Afrodescendente Yetu Song desenvolvido pela Rede Kulturalmente Yetu (KY) em pareceria com a Gudesom e tem como rosto o prestigiado apresentador e artista Bern Chissende. E para a materialização destas actividades a Rádio Iberoáfrica e o Kulturalmente Yetu juntaram-se a parceiros estratégicos como o Shopping Popular – Camama, Gudesom, STA ANGOLA, Audiometragem e renomados artistas africanos. Feira Ibero-Africana de Artesanato: O principal artesão da Feira Ibero-Africana de Artesanato, João Kalomo é artesão há mais de 20 anos, e destaca a importância do artesanato na preservação da história e da cultura africana, defendendo que “é importante que tanto as gerações presentes como as gerações porvindouras conheçam a nossa história e a nossa identidade, por isso, o artesanato é uma forma de expressão artística que dá esse realce.” E quando questionado sobre a sua principal motivação, o artesão africano Kalomo argumentou, “a cultura não deve morrer, recebemos dos nossos antepassados esta riqueza e queremos passá-la às futuras gerações para que a nossa história permaneça viva”. Kalomo retrata nas suas obras o imbondeiro, como símbolo da resistência, a resiliência e o amor da mãe africana, bem como figuras místicas de África e outras obras que espelham a história e a cultura Ibero-Africana. Gastronomia: No festival foram apresentados os principais pratos típicos africanos. Foram igualmente expostos projectos com propostas inovadoras no ramo da culinária, como a introdução de pratos, sabores e ritmos que combinam a gastronomia africana com sabores de países ibero-americanos. Música ao Vivo: Para o encerramento do Festival foi estreado o Yetu Song, um programa Kulturalmente Yetu, sob o comando do apresentador Bern Chissende. Yetu Song tem apoio à realização da Gudesom, é um programa inovador desenvolvido para o fomento e articulação cultural de artistas, produtores, pesquisadores e todos os profissionais e agentes da indústria cultural do espaço multinacional e intercontinental da Iberofonia e Afrodescendente. O programa divulgou músicas ao vivo em línguas africanas, obras inéditas dos cantores Paytto Yamale, com o tema “Mama África” e Abraão Pharya, que apresentou a canção “Ulamba”. O 25 de Maio é uma ocasião especial para reflectir sobre as conquistas e desafios do continente africano. Neste sentido, é importante destacar a Agenda 2063 da União Africana (UA), um roteiro estratégico criado para impulsionar o desenvolvimento socioeconómico e a integração de África ao longo de um período de 50 anos, 2013-2063. Com a realização destes eventos, a Rádio Iberoáfrica evidencia a relevância da efeméride e promove a cultura da paz e do entendimento, através da valorização da identidade cultural africana, como factor de unidade dos africanos sem exclusão dos afrodescendentes. Segundo a Directora da Revista Iberoáfrica, Solange Chissende, “um dia como este deve necessariamente remeter-nos à uma celebração que englobe todos os filhos de África, os afrodescendentes espalhados pelo mundo, e com palavras de irmandade lembramos desde Angola as suas raízes com saudações calorosas e fraternas”. Com a celebração do Dia de África, a Rádio Iberoáfrica apoia os esforços para o desenvolvimento sustentável, para que todos os africanos tenham a oportunidade de atingir o seu pleno potencial, contribuindo assim para “A África que queremos”. A Rádio Iberoáfrica deseja a todos os africanos um feliz Dia de África, na certeza que todos nós somos parte de um todo.

Rádio Iberoáfrica jovem afro rádio
África, América, Angola, Ásia, Ciência, Comunicação, Criança, Cultura, Diplomacia, Economia, Educação, Espanha, Europa, Geopolítica, História, Jornal, Justiça, Juventude, Mulher, Música, Política, Rádio, Sociedade, Tecnologia e Inovação

A Rádio da Iberofonia

A Rádio Iberoáfrica é a primeira rádio de matriz genuinamente Africana, voz da Angolanidade com vocação pan-ibérica, criada com a missão de fomentar a articulação e o intercâmbio linguístico, histórico-cultural entre todos os países do espaço multinacional e intercontinental da Iberofonia. Comprometida com a aproximação de todos os povos e nações africanas de expressão espanhola e portuguesa, assim como o estreitamento de relações culturais, diplomáticas, educativas, científicas, desportivas, ambientais e de cidadania a nível dos países de expressão portuguesa e espanhola no mundo inteiro. A Rádio Iberoáfrica, promove a cultura da paz e do entendimento entre os povos e as nações. Veículo do sector da cultura e da comunicação com projecção ao nível da Iberofonia, que compreende todos os países do mundo inteiro das duas grandes línguas ibéricas, o português e o espanhol, que, segundo Frigdiano Álvaro Durántez Prados, autor do tratado de geopolítica intitulado Iberofonía y Paniberismo. Definición y Articulación del Mundo Ibérico (Última Línea, 2018), aborda como objecto de estudo o âmbito mundial pan-ibérico de línguas espanhola e portuguesa. O espaço multinacional e intercontinental da Iberofonia é a soma da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e da Comunidade Ibero-Americana de Nações (CIN), que reúne cerca de 900 milhões de pessoas e cerca de 30 países de todos os continentes, constitui a décima parte da população mundial, um quinto da superfície do planeta, o primeiro bloco geolinguístico do mundo. A Rádio Iberoáfrica promove e facilita a relação horizontal e triangular entre África, América, Ásia e Europa através do diálogo, do entendimento, da cultura, paz, educação e da colaboração internacional. A Rádio Iberoáfrica nasce no coração de Angola, na invicta cidade do Cuito, Província do Bié. Angola é o maior e o principal país Ibero-Africano, situado no coração de África e um país-chave no passado, no presente e no futuro de África bem como na história da humanidade. Angola é um país enorme, belo e inspirador, rico com a sua cultura, atraente com muitas oportunidades de progresso em áreas como o turismo, desporto, agricultura, energias limpas, indústria, pesca, educação, ciência, tecnologia, inovação; uma nação comprometida com o desenvolvimento sustentável, a paz, a igualdade de gênero, a soberania dos povos, a criança, a juventude, a justiça e a liberdade. Todos esses elementos fazem de Angola um país fundamental não somente na África iberófona, mas também em todo espaço global da iberofonia. A cultura é um elemento de identidade, crucial na relação dos povos, outrossim, na divulgação das nações ao mundo; nesse sentido, a Rádio Iberoáfrica nasce com a missão de divulgar o melhor que há a nível da Iberofonia, não somente o que toca às afinidades linguísticas partilhadas pelas nossas duas línguas, como também os aspectos ligados às raízes africanas, como as línguas, os ritmos, as cores, a ciência, a educação, a audácia dos povos africanos, em benefício do equilíbrio internacional, tornando-se assim num instrumento de abertura para os povos, particularmente os da Iberofonia. A Rádio Iberoáfrica é uma promotora do equilíbrio a um mundo cada vez mais polarizado, uma voz activa que ecoa as suas acções para os quatro cantos da terra, aludindo que este planeta que partilhamos é cheio de outras lindas histórias, experiências, conhecimentos e realidades que se nos abrirmos a descobri-las certamente seremos todos muito mais enriquecidos, quer do ponto de vista humano como do ponto de vista cultural. Por intermédio da cultura se podem dirimir certas tendências homogeneizadoras do contexto internacional, que claramente são reais nos dias de hoje. Nesta óptica, os meios de comunicação radiofónico têm um papel extremamente fulcral na promoção da cultura de paz e de entendimento, outrossim na promoção da liberdade, justiça e igualdade entre as pessoas, entre as sociedades e entre as nações do mundo inteiro. Com este nobre compromisso nasce a Rádio Iberoáfrica, com uma visão clara que favorece o diálogo e o entendimento entre os povos, estimula e apoia a cultura como factor de desenvolvimento e da sustentabilidade dos povos e das nações bem como visa o enriquecimento cultural e social de todos os cidadãos da Iberofonia, através da valorização e promoção da história, língua, cultura e da educação. A pedra angular da Rádio Iberoáfrica são os valores que seguem firmes e intrínsecos com a sua nobre visão social e missão cultural, quais são: Justiça Liberdade Solidariedade Igualdade Paz. Esta rádio pioneira na Ibero-África se torna num verdadeiro instrumento activo de comunicação, um elemento de força e expressão para as pessoas, povos e para as nações do mundo inteiro, em particular, para o espaço multinacional da Iberofonia. Desde o coração de Angola nasce uma nova luz, com vozes de esperança que ecoam o pluralismo, a unidade na diversidade, a justiça, a paz e o entendimento entre todos os povos e nações a nível do espaço multinacional da Iberofonia e do mundo inteiro. Rádio Iberoáfrica, a rádio da Iberofonia.   Artigo do Director.

Não é possível copiar o conteúdo desta página

Scroll to Top